ELA É LINDA SEM MAKEUP

14.6.17
Nos anos 70, os meus pais tinham o costume de levar as filhas aos jardins do Inatel de Oeiras. Aos domingos, depois do almoço, eles tomavam um refresco e apanhavam sol, enquanto nós corríamos e brincávamos por ali. Eu era criança, muito criança mesmo, mas se havia alguma coisa que me chamava a atenção no Inatel, era as cadeiras e mesas de ferro da esplanada. Gostava do desenho em leque das costas, das almofadas vermelhas nos assentos e dos pés, que mais tarde vim a saber tratarem-se de hairpin legs (ou pés "grampo de cabelo"). E, acreditem ou não, já adulta, sempre que passava a pé pelo complexo do Inatel, parava, só para contemplar o mobiliário de exterior. Era uma fascinação! Há uns meses atrás, ao chegar a Oeiras, a casa de uma amiga onde nos reunimos 1 vez por mês para fazer patchwork, deparo-me com a cadeira do meu coração à porta do prédio! Venho a saber que pertencia à vizinha de baixo, que num processo de mudança de casa, descartava na calçada o que não lhe interessava levar. Nessa hora fiquei genuinamente feliz e só  pensei na pessoa de sorte que sou. Não vão ver uma grande transformação na cadeira, apenas tirei-lhe a tinta velha, tratei a ferrugem e espetei-lhe com um mega almofadão. Embora não aparente, foram horas à volta dela e apesar do aspeto usado, a cadeira está suave ao toque e linda, linda como sempre!








Minha sogra, anos 70, num típico passeio de domingo nos jardins do Inatel. Conseguem ver um pouco dos hairpin legs da mesa e as cadeiras atrás?

 A cadeira na rua, à minha espera ...



Eu, em plena ação, a provar que trabalhei na cadeira, embora possa não parecer...

20 comentários:

  1. Bota sorte nisso, Val, que baita peça bacanuda! Não teria dúvidas, traria pra casa também, aliás ando boa no quesito "catados" alheios! kkk Gostei demais de sua proposta de deixar a cadeira bem crua, com as marcas do tempo, e tratar de lhe dar uma linda almofada repleta de cores. Contraste dos bons! Como sempre, mais um trabalho super bem sucedido. Beijo

    ResponderEliminar
  2. Val,
    Que linda a cadeira,um belo achado e que ainda trazem boas recordações.Eu gostei dela assim mesmo,com esse efeito desgastado,com toda a história.Eu encontrei duas cadeiras Thonet nº18 semana passada.Uma original e a outra nem tanto,pois estofaram o assento.
    Mas fiquei como você feliz da vida.
    Besitos e tenha um bom restinho de semana

    ResponderEliminar
  3. Ei Val
    Você é danada de sortuda pra encontrar cadeiras velhas na rua, dá um trato geral nelas e as deixa encantadoras.
    Olha, Val, depois que te conheci, vejo com outros olhos os móveis, objetos que as pessoas descartam nas calçadas. Infelizmente na minha cidade, até hoje, não achei nada que preste, só tranqueira mesmo.
    Como sempre seu trabalho ficou magnífico, você é muito habilidosa e paciente. A almofadona ficou um encanto, coloridíssima, do jeito que gostamos.
    Beijo, querida.

    ResponderEliminar
  4. Linda a cadeira! Acontece-me algumas vezes a mesma coisa, "Serendipity" :)
    Por acaso a última foto é no Artelier?

    ResponderEliminar
  5. Grande sorte Val, recordações do passado que agora te regalam a vista.
    Ficou muito gira, deixada com os restos da tinta, contrastando com a almofada de cores vivas, mesmo á tua imagem.
    Estás a ver porquê quando vejo alguma coisa no lixo me lembro logo de ti?fazias maravilhas.
    Gostei de te ver a trabalhar na cadeira.
    Beijinho grande e bom feriado.

    ResponderEliminar
  6. Bom dia, Val
    aqui: 9:05 manhã de quinta-feira, com sol e ventinho gelado, afinal estamos às portas de nosso inverno.
    Admiro-te pelos teus olhos avaliadores e otimistas. Já disse Fernando Pessoa: Tudo vale a pena se a alma não é pequena.
    Adorei o almofadão que deu vestido novo a cadeira já gasta.
    Resultado? bom como sempre.
    Parabéns
    Grande abraço.
    Mari

    ResponderEliminar
  7. Há coincidências interessantes, há horas muito felizes! A cadeira à tua espera, quem diria...
    Val, uma linda história com um final feliz e inesperado. A cadeira ficou realmente linda e confortável (suponho). E tu és uma profissional do restauro, ainda por cima linda e talentosa. Gostei muito das fotos, principalmente da tua. :)
    Beijinho grande, até breve!

    ResponderEliminar
  8. Olá Val,

    Uma cadeira descartada e uma admiradora que passava pelo local, isso é um momento mágico para quem gosta de recuperar e reciclar. A cadeira é linda, muito estilosa mesmo, e com seu toque ficou uma beleza, gostei muito de você ter deixado com aspecto desgastado, (embora tenha ficado com uma coceirinha nos dedos pensando na pintura, rs). A almofada colorida (parece chita), com os pompons deu muito charme, ficou linda, linda!!!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  9. Val, linda, seus posts deixam minha alma a cantar!!!
    Que incrível este trabalho!
    Quero morar pertinho de ti!
    Beijosssssssss ♥

    ResponderEliminar
  10. Ficou tão bem, Val! Gosto tanto de ver as marcas do tempo. Com o tratamento - do tipo "não tratado" - que lhe deste, a cadeira ganhou ainda mais encanto e o almofadão que lhe puseste é tão lindo! E é tão engraçado o facto de ao fim de décadas vir parar às tuas mãos, por obra do acaso, uma cadeira igual às que tanto gostavas em miúda. Muito, muito bom! :)
    bjinho*

    ResponderEliminar
  11. Oi Val, que linda cadeira de ferro. Que presente, que achado ! A almofada ficou linda. Adoro suas criações.
    Bjsss

    ResponderEliminar
  12. como sempre, criatividade e visão, linda cadeira. beijinhos

    ResponderEliminar
  13. que sorte....e que lindo ficou o conjunto. Amei tanto.
    Se quiser espreitar os trabalhos que faço, os meus a pedido de amigos, nas horas mais que vagas, convido-a a passar por aqui www.carrosseldelinho.blogspot.com
    EU sou sua fã incondicional. É uma grande artista, Parabéns.

    ResponderEliminar
  14. Val... ela é linda sem makeup!!!! Adorei o antes e o facto de teres respeitado esse "antes" no depois!! Beijinhos!

    ResponderEliminar
  15. Deve ter sabido tão bem dar de caras com essa memória! A cadeira é lindissima e nós acreditamos que houve muito trabalhinho, sim!

    ResponderEliminar
  16. Olá Val!Fantástico, o teu dom para o belo. A cadeira é um luxo.E que linda ficou com a almofada. Boa semana querida, beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Ela é perfeita!... 😉

    Beijitos,
    boa semana!

    ResponderEliminar
  18. Há coisas que não têm preço, e poder ter esses "objectos" que nos trazem tantas memórias e recordações, é uma delas! Não é? :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  19. Olá Val
    Eu diria que aqui esteve sempre a kei da atração a funcionar. Tanto pensavas na cadeira que veio ter até ti .
    O almofadao cheio de vida ficou muito bem no ferro escovado. Excelente opção.
    A foto da tua sogra com a cadeira está tão gira, e a tua tá muito engraçada.
    Val nas suas pausas de almoço
    Bjs querida
    Lulu

    ResponderEliminar
  20. Val, que linda!
    Sempre me espanta ver coisas assim jogadas fora. Vi ao lado da cadeira um botijão de gás, aqui onde moro vale ouro rsrsrrs
    Gostei da estampa do assento, mas gostei mesmo foi que não a pintaste. Ela é mesmo linda, sem maquiagem...
    beijossss

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics